quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

A MELHOR OFERTA



Gn 4:3-5 - E aconteceu ao cabo de dias que Caim trouxe do fruto da terra uma oferta ao Senhor. E Abel também trouxe dos primogênitos das suas ovelhas, e da sua gordura; e atentou o Senhor para Abel e para a sua oferta. Mas para Caim e para a sua oferta não atentou. E irou-se Caim fortemente, e descaiu-lhe o semblante.

O que devemos entregar ao Senhor?
  • Abel entregou as primícias de seu rebanho, inclusive a gordura dos animais - o que de melhor ele tinha para oferecer ao Senhor.
  • Caim por sua vez, levou dos frutos da terra.

A oferta de Caim não agradou o coração de Deus. Por que será?

Caim escolheu sua própria oferta e apresentou ao Senhor no tempo dele. Talvez ele tenha pensado: Já é época de ofertar, então vou fazer isso.
Queremos receber do Senhor sempre o melhor (carro, casa, roupas, salário, etc.) e tantos outros melhores. Mas que oferta temos oferecido ao Senhor?
   
Lv 19:5 - Quando oferecerdes ao Senhor sacrifício de oferta pacífica, oferecê-lo-eis de modo a serdes aceitos. 

Não se trata só de dinheiro. Que tempo temos dedicado a Ele? Que sacrifícios temos feito para chegar à sua presença? Os dias estão abreviados, o tempo está se remindo. Que nossa busca pela presença de Deus seja como a oferta de Abel - a melhor e ainda acrescentada. Deus exige que seus princípios sejam cumpridos à sua maneira.
 
Ml 3:2-3 - Mas quem suportará o dia da sua vinda? E quem subsistirá, quando ele aparecer? Pois ele será como o fogo de fundidor e como o sabão de lavandeiros; assentar-se-á como fundidor e purificador de prata; e purificará os filhos de Levi, e os refinará como ouro e como prata, até que tragam ao Senhor ofertas em justiça.

A colheita é perfeita quando a plantação é sincera e agrada o coração do Pai. Graça e Paz.
 

Michele Rebouças