segunda-feira, 16 de maio de 2016

TER UMA FAMÍLIA QUE É UM PRESENTE


Sl 68.6 - Deus faz que o solitário viva em família; liberta os presos e os faz prosperar; mas os rebeldes habitam em terra árida.

O Senhor não quer que estejamos sós, Ele nos dá uma família para ser um lugar de descanso, e é por isso que muitas de nossas condutas precisam ser ajustadas.

Crescemos buscando a independência, sonhamos com o tempo em que tomaremos as nossas próprias decisões e faremos aquilo que acharmos que será melhor, no entanto, sendo livres optamos por ter filhos e com isso, escolhemos empiricamente desempenhar por toda a nossa vida o serviço como uma linguagem de amor. Sim, porque criar filhos é decidir andar por um caminho em que sempre teremos motivo para estar fazendo algo para alguém. É como Jesus, que decidiu abrir mão de sua glória para vir ao mundo servir todos os homens. Isso fica ainda mais claro quando Ele resolve lavar os pés de seus discípulos. 

Jo 13.3 a 5 - Jesus, sabendo que o Pai lhe entregara tudo nas mãos, e que viera de Deus e para Deus voltava, levantou-se da ceia, tirou o manto e, tomando uma toalha, cingiu-se. Depois deitou água na bacia e começou a lavar os pés aos discípulos, e a enxugar-lhos com a toalha com que estava cingido.

Qual é a parte boa disso? É que à medida que servimos, com boa vontade, fazendo como para o Senhor, somos conduzidos por um caminho onde o ponto máximo dele é a felicidade, além de nos marcar com o sentimento de grandeza. Quem ama serve, e faz isso se sentindo realizado.


1. SOMOS ACRESCENTADOS POR TER UMA FAMÍLIA

Ter uma família é como ter uma equipe ajustada - é ter pessoas que são partes de nós para praticarmos a linguagem de amor chamada tempo de qualidade. A cada refeição ou evento em família, se o tempo for favorável, é possível ter muitos motivos para longas conversas, não perca nenhuma dessas oportunidades. Essa linguagem de amor também se expressa à medida que os cônjuges se permitem estar em intimidade - e não somente para viver o sexo, mas também para compartilhar testemunhos das experiências vividas por cada um ao longo do dia. O Pr. Gary Chapman ensina que esse envolvimento entre os pais impacta em segurança emocional para os filhos.

Também podemos ser agentes de acréscimo para os nossos familiares, lhes deixando um legado, sendo que a principal herança que podemos deixar para a nossa parentela não se trata de dinheiro ou patrimônio material. O que de mais expressivo podemos deixar para nossa família é o nosso modelo de conduta, que demonstramos por meio de nossas escolhas - onde a mais nobre de todas é aceitar Jesus como Senhor e Salvador. 

1 Jo 4.14 a 16 - E nós temos visto, e testificamos que o Pai enviou seu Filho como Salvador do mundo. Qualquer que confessar que Jesus é o Filho de Deus, Deus permanece nele, e ele em Deus. E nós conhecemos, e cremos no amor que Deus nos tem. Deus é amor; e quem permanece em amor, permanece em Deus, e Deus nele.


2. CUIDANDO DO TESTEMUNHO TAMBÉM DENTRO DE CASA

Dentro de nossos lares precisamos ter uma postura de líderes, sobretudo aqueles que já são pais. De acordo com Chapman, o líder é responsável, comprometido com o cônjuge e também com os filhos, é uma pessoa que expressa suas dores e alegrias, assim como a simpatia. Ele também encoraja seus familiares, além de buscar soluções para os problemas que aparecem além de servir a cada membro. Todo este investimento proporciona um resultado: Ter uma família que funciona, que cumpre o seu papel.

Devemos viver a prática da confrontação, inclusive conosco, sabendo que essa é uma expressão de amor, quando feita da forma correta. As pessoas esperam ouvir palavras de afirmação, por isso precisamos nos posicionar com a verdade, mostrando àqueles que estão ao nosso derredor o quanto são responsáveis por suas ações - desta forma estaremos interrompendo padrões já estabelecidos na nossa mente e também na mente daqueles que amamos.

Jesus não reagia aos problemas dos outros tentando tomar conta da situação. Ele dizia a verdade e deixava que as pessoas tomassem suas próprias decisões.

Mc 10.17 a 22 - Ora, ao sair para se pôr a caminho, correu para ele um homem, o qual se ajoelhou diante dele e lhe perguntou: Bom Mestre, que hei de fazer para herdar a vida eterna? Respondeu-lhe Jesus: Por que me chamas bom? ninguém é bom, senão um que é Deus. Sabes os mandamentos: Não matarás; não adulterarás; não furtarás; não dirás falso testemunho; a ninguém defraudarás; honra a teu pai e a tua mãe. Ele, porém, lhe replicou: Mestre, tudo isso tenho guardado desde a minha juventude. E Jesus, olhando para ele, o amou e lhe disse: Uma coisa te falta; vai vende tudo quanto tens e dá-o aos pobres, e terás um tesouro no céu; e vem, segue-me. Mas ele, pesaroso desta palavra, retirou-se triste, porque possuía muitos bens.


3. UMA FAMÍLIA DE HONRA

A honra é um retorno que os pais ganham quando criam seus filhos de forma eficaz, é uma postura de devoção amorosa por parte destes filhos em relação a eles. A Bíblia mostra a honra como um mandamento de Deus.

Êx 20.12 - Honra a teu pai e a tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o Senhor teu Deus te dá.

Esse é um mandamento que traz a colheita. De acordo com Chapman, ao praticar os mandamentos posteriores à este, os pais colhem a honra como um presente.

Êx 20.13 a 17 - Não matarás. Não adulterarás. Não furtarás. Não dirás falso testemunho contra o teu próximo. Não cobiçarás a casa do teu próximo, não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem o seu servo, nem a sua serva, nem o seu boi, nem o seu jumento, nem coisa alguma do teu próximo.

A família de honra é aquela em que os sentimentos são levados em conta e todos são tratados como indivíduos; as reações são adequadas e os conflitos que aparecem, uma vez resolvidos, melhoram a intimidade entre os membros. Neste lar, o que é ressaltado é a aceitação, a não condenação e o apoio.

Que a sua casa seja um refúgio, um lugar de descanso. Que neste meio você possa sempre encontrar a paz. Que este seja o lugar mais desejado da terra por você e pelos seus.

Pra. Ana Cunha

P.S. Texto produzido como resultado de foto-leitura feita no livro "A família que você sempre quis" de Gary Chapman, enquanto buscava aprendizado para melhorar minha postura dentro de minha casa.